Há mais de cinco mil anos que os chineses utilizam a Acupuntura como meio para a cura e tratamento de diversos males.

A técnica consiste na inserção de finíssimas agulhas (descartáveis) em determinados pontos, “pontos de acupuntura”, situados ao longo de canais, conhecidos como “meridianos de energia”, que percorrem todo o corpo, permitindo restabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo e da mente.

Os princípios da Acupuntura baseiam-se na energia vital que está distribuída pelo corpo, e seus aspetos antagónicos: o negativo Yin e o positivo Yang. Qualquer pequeno desequilíbrio que ocorra nessas forças provocará distúrbios físicos e psicológicos. Provando amplamente a sua eficácia, a Acupuntura afirmou o seu lugar e demonstrou o seu elo com a realidade fisiológica humana.

como é feito o tratamento?

Na primeira consulta procura estabelecer-se o diagnóstico da disfunção energética do paciente, dentro da visão oriental dos problemas de saúde.

O tratamento por Acupuntura é feito inserindo agulhas, descartáveis, em pontos de energia específicos do corpo, que permanecerão durante o tempo necessário, de modo a permitir a sua estimulação, obtendo-se, deste modo, uma acção terapêutica sobre o órgão e o restabelecimento do equilíbrio.

 

Este tratamento é seguro, pois as agulhas são descartáveis e usadas uma única vez, eliminando a possibilidade de transmitir doenças infectocontagiosas.

 

a Acupuntura e a Medicina Ocidental

 

Durante muito tempo os pacientes só procuravam o acupuntor após tentar, sem sucesso, diversos tratamentos da medicina tradicional.

Hoje em dia é cada vez maior o número de pessoas que procuram a Acupuntura, não só no tratamento das mais variadas patologias, como também na sua prevenção, com vista a obter o equilíbrio do organismo, evitando assim o aparecimento de doenças.

Os resultados positivos dos tratamentos e a sua contribuição para o bem-estar e melhoria da qualidade de vida das pessoas em todo o mundo, fizeram aumentar a sua credibilidade por parte da medicina tradicional que, cada vez mais, indica a Acupuntura como tratamento alternativo e complementar de diversas doenças.

em que problemas de saúde a Acupuntura é mais eficaz 

A Acupuntura pode atuar com sucesso em diversos tratamentos, seja como terapia complementar ou como tratamento principal.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou os benefícios da Acupuntura numa grande variedade de problemas, onde se incluem:

  • Asma, sinusite, bronquite e outros problemas respiratórios;

  • Problemas neurológicos e musculares tais como: dores de cabeça, cervicais e lombares, periartrite escapulo umeral, dor ciática, tendinites e nevralgias;

  • Artrite;

  • Perturbações digestivas; gastrite, hiperacidez, hepatite, prisão de ventre e diarreia;

  • Problemas urinários, menstruais e de fertilidade;

  • Insónia, stress e depressão;

  • Dependências do tabaco, do álcool e de algumas drogas.

 

Além destes problemas ainda podem referir-se:

  • Hipertensão arterial, palpitações cardíacas;

  • Infeções crónicas de repetição: otites, amigdalites, infeções urinárias;

  • Doenças degenerativas do sistema nervoso central - a Acupuntura, complementarmente ao tratamento da medicina convencional, contribui muito significativamente para o abrandamento da evolução negativa em patologias degenerativas do sistema nervoso central, tais como: esclerose múltipla, doença de Parkinson, etc.;

  • Diminuição e alívio dos efeitos negativos da quimioterapia.

 

a Acupuntura tem efeitos secundários?

A Acupuntura é 100% natural, sem efeitos secundários. É uma técnica terapêutica destinada a equilibrar o organismo.

Pode ser aplicada a crianças e adultos

 

Psicomindcare 2020. Todos os direitos reservados. 
Os conteúdos deste website podem ser alterados sem aviso prévio.

NIPC: 510 263 631